Frases
Home - Outras Frases

Frases de Charles Chaplin

Uma das coisas que sempre procuro evitar é não exagerar ou insistir demasiadamente num ponto determinado. Quando se exagera na comicidade, a cena deixa de produzir risos e nada acrescenta ao filme.

Estou sempre alegre - essa é a maneira de resolver os problemas da vida.

No fim, tudo é uma piada.

Se o que você está fazendo for engraçado, não há necessidade de ser engraçado para fazê-lo.

A arte não é um estudo. É a beleza que suscita o entusiasmo e a simpatia. É simplesmente uma questão de sentimento.

Me convenci de que a contribuição que estou prestando com a realização de meus filmes é bem maior do que aquela que poderia oferecer se estivesse nas trincheiras servindo à causa da guerra.

A solidão é repelente. Tem um aura de tristeza, uma inadequação para atrair ou interessar, a tal ponto que nos sentimos ligeiramente envergonhados quando ela nos rodeia. Mas, num grau maior ou menor, atinge a todos.

Eu continuo a ser uma coisa só: um palhaço, o que me coloca em nível mais alto do que o de qualquer político.

Criamos a época da velocidade, mas nos sentimos enclausurados dentro dela. Nossos conhecimentos fizeram-nos céticos; nossa inteligência, empedernidos e cruéis. Pensamos em demasia e sentimos bem pouco.

A arte é uma emoção adicional justaposta a uma técnica apurada.

Nunca achei a pobreza atrativa nem edificante. O que ela me ensinou foi uma distorção de valores.

A obra cômica, se realizada com vida, pode ser tão grandiosa quanto uma tragédia grega.

Todo megalomaníaco, no fundo, é um bebê grande.

Amo as mulheres, mas não as admiro.

Um dos prazeres que sinto ao produzir um filme é constatar que muitas vezes uma cena inesperada - ou até mesmo errada - acaba dando certo.

Não posso crer que nossa existência não tenha sentido, que seja mero acidente, como nos querem convencer alguns cientistas. A vida e a morte são determinadas demais, por demais implacáveis, para que sejam puramente acidentais.

Num filme o que importa não é a realidade, mas o que dela possa extrair a imaginação.

Lutemos por um mundo novo... um mundo bom que a todos assegura o ensejo de trabalho, que dê futuro a juventude e segurança à velhice.

Todas as minhas aspirações secretas, contidas, são satisfeitas quando escrevo e realizo um filme como O Grande Ditador. Entre o ditador e eu, não consigo distinguir qual é o verdadeiro Chaplin.

A arte é um sentimento difícil de ser definido. O seu tema, por mais importante e grandioso que seja pode sempre ser simplificado ao ponto de ser compreensível por todas as pessoas. É aí que a arte atinge a sua forma mais sublime.

Muita gente pergunta onde me inspirei para criar a minha personagem. Carlitos aparece como sendo a síntese de muitos ingleses que eu via em Londres quando jovem: tipos de pequena estatura, bigodinhos pretos, roupas justas, e portando uma bengala de bambu.

Toda vez que assisto a um dos meus filmes, quando ele é apresentado pela primeira vez ao público, eu presto mais atenção na reação das pessoas do que na própria película - nas situações que causam o riso e nas que não causam.

Com o uso da palavra não há mais lugar para a imaginação.

Tenho a impressão de que os homens estão perdendo o dom de rir.

Não preciso me drogar para ser um gênio; não preciso ser um gênio para ser humano, mas preciso do seu sorriso para ser feliz.

Os ricos compram o barulho. No entanto, nosso espírito se realiza quando estamos mergulhados no silêncio natural - esse silêncio que jamais recusa aqueles que o procuram.

Uma pessoa pode ter uma infância triste e mesmo assim chegar a ser muito feliz na maturidade. Da mesma forma, pode nascer num berço de ouro e sentir-se enjaulada pelo resto da vida.

Nosso cérebro é o melhor brinquedo já criado: nele se encontram todos os segredos, inclusive o da felicidade.

O verdadeiro significado das coisas é encontrado ao se dizer as mesmas coisas com outras palavras.

Amo a tragédia porque ela é bela. A única comédia que vale a pena é aquela que contém a beleza.

Em toda a minha carreira cinematográfica sempre me guiei em grande parte, pela opinião pública. Essa opinião chegava a mim através de cartas que recebia, em conversas pessoais, mas sobretudo por intermédio da imprensa.

A vida é maravilhosa se não se tem medo dela.

Não creio que a arte de representar possa ser ensinada. Já vi pessoas inteligentes fracassarem e pessoas estúpidas se saírem muito bem. O que a representação requer não é senão sentimento.

O homem não morre quando deixa de viver, mas sim quando deixa de amar.

A beleza é a única coisa preciosa na vida. É difícil encontrá-la, mas, quem consegue, descobre tudo.

O amor é ajudado pela força. A doçura do perdão traz a esperança e a paz.

O homem é um animal com instintos primários de sobrevivência. Por isso seu engenho desenvolveu-se primeiro e a alma depois e o progresso da ciência está bem mais adiantado que seu comportamento ético.

Nascido na classe mais pobre da Inglaterra, sem passado, ou ancestrais a defender, eu não era dos que se embaraçaram com esse tipo de precedente: o primeiro produtor que me contratou julgou que certamente eu também fosse judeu, e eu nunca o contradisse.

A idéia da bengalinha foi a mais feliz de todas. Desenvolvi o seu uso ao ponto de torná-la cômica por si só: quando se enroscava no pé de alguém ou puxava uma pessoa pelo ombro. Essas cenas acabavam por se tornar, inesperadamente, muito engraçadas.

Que eu seja um comediante - mas um comediante que pensa.

A humanidade não se divide em heróis e tiranos. Suas paixões, boas ou más, foram-lhes dadas pela sociedade, não pela natureza.

Quem está distante sempre nos causa maior impressão.